Museu da ‘MORTE’ em Nova York

 Foi inaugurado no Brooklyn, em Nova York, nos Estados Unidos, o novo Museu de Anatomia Mórbida, com uma entusiasmada festa de boas-vindas ao Anjo da Morte.

Uma fita foi cortada na inaguração em frente à estilosa fachada preta, uma “cabine fotográfica dos espíritos” e alimentos tradicionalmente associados ao luto, preparados a partir de um livro de receitas chamado “Death Warmed Over” (“Morte Requentada”, em tradução livre). Mas a missão do museu em um sentido mais amplo é de apresentar aspectos da cultura que normalmente ignoramos por serem mórbidos ou marginais.

A coleção particular de Ebenstein que inclui mais de 2.000 livros sobre história da medicina, rituais fúnebres, corpo humano e esoterismo, que até recentemente localizava-se em uma sala minúscula escondida em um beco fazem parte do acervo do museu  sem fins lucrativos e evoluiu a partir da Biblioteca de Anatomia Mórbida. Nesse espaço modesto, as atividades ligadas à Biblioteca tomaram a forma de uma série de palestras regulares que reuniam artistas, escritores, curadores e amadores apaixonados, dedicados ao que ela resume como “aquelas coisas fugidias”.

Agora, a marca Anatomia Mórbida – que inclui um blog popular e uma antologia que acaba de ser publicada – está se tornando cada vez mais conhecida, ocupando uma nova e elegante casa de três andares.

O edifício reformado conta com uma biblioteca, um espaço para palestras, uma galeria para exposições temporárias e um café no piso térreo, que podem atrair desavisados sem interesse prévio em taxidermia vitoriana ou modelos anatômicos do Renascimento.

FDS


GMN- BANNER 1 -ANDRE 1 - 2019
GMN- BANNER 1 -ANDRE 1 - 2019
WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien