Ministro do meio ambiente quer leis mais rigorosas

Em visita a Mariana, Sarney Filho defende legislação para mineradoras, bem mais rigorosa que a atual

 

Em visita a Mariana, na Região Central de Minas, o ministro do meio ambiente, Sarney Filho (PV-MA) sobrevoou a região de Bento Rodrigues, subdistrito destruído pelo rompimento da Barragem do Fundão, pertencente à mineradora Samarco, Vale e BHP Billinton e se reuniu com o prefeito Duarte Júnior e lideranças comunitárias.

Durante a reunião, o prefeito relatou os principais problemas do local desde o rompimento da barragem, como a queda na arrecadação e o desemprego. Ele também falou da sua preocupação com o futuro da mineradora Samarco na região e a recuperação do meio ambiente devastado pelos rejeitos de lama.

O prefeito informou que o município vai assinar termo de conformidade, sinalizando que, por parte de Mariana, a Samarco está autorizada a retomar suas atividades, desde que obtenha todas as licenças necessárias para isso.

De acordo com Sarney Filho, que sobrevoou Bento Rodrigues, disse que a respeito dos cursos d’água “que estão em situação crítica”, e está preocupado com isso.Ele diz ser favorável a mudanças na legislação que regula a atividade minerária no Brasil.

“Temos que deixar de lado o foco no privilégio dado às empresas para focarmos na preservação do meio ambiente e nas populações que trabalham e vivem próximos a esses locais”. O ministro acentuou que não é contra a mineração, mas que é preciso aumentar a segurança nos locais onde há extração de minério.

Sobre a retomada dos trabalhos da Samarco, ele afirmou que é preciso ficar claro que a tragédia se encerrou, mas que não tem essa convicção.  “Vi muitas obras, mas não tenho certeza que as dimensões dessa tragédia acabaram”, comentou.

Sarney Filho declarou que não vai se comprometer com nada que permita a retomada das atividades da mineradora.

O prefeito de Mariana disse entender o posicionamento do ministro e a sua preocupação, mas defende a necessidade da retomada da economia da cidade e afirma que a empresa apresentou todos os documentos necessários para a licença ambiental.

Roberto Carvalho, presidente da Samarco, afirmou que a empresa tem tomado todos os cuidados, feito obras e que contratou os melhores técnicos do mundo para reparar o dano e mudar a mineração.

No encontro, Sarney Filho ainda pediu uma reunião em Brasília com todos os envolvidos para dar agilidade aos trabalhos de recuperação da região atingida pela lama.


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien