MERCATOR – Brasil rebaixado mais uma vez pela Fitch

A percepção do chamado risco Brasil pelo mercado esta aumentando.Por isto fomos rebaixados  na classificação de risco da agência Fitch

A agência de classificação de risco Fitch voltou a reduzir a nota do país, após tirar o selo de bom pagador do Brasil cinco meses atrás. O país caiu de BB+ para BB, com perspectiva negativa, o que significa que a agência pode reduzir novamente a avaliação brasileira.

De acordo com a agência, o rebaixamento reflete contração maior que o esperado da economia brasileira e fracasso do governo brasileiro em estabilizar as finanças públicas. Além do impasse político no país que dificulta a retomada da confiança.

A Fitch espera que agora que a economia brasileira vá recuar 3,8% em 2016 e crescer 0,5% em 2017. No final do ano passado, as projeções eram menos pessimistas. Queda de 2,5% neste ano e alta de 1,2% em 2017.

A credibilidade brasileira vem diminuindo por causa de suas contas públicas e as alterações sucessivas na meta fiscal. O setor público registrou déficit primário de 2% do PIB em 2015. A queda na arrecadação pública, a dificuldade de cortar gastos e o crescimento do déficit na Previdência Social devem consolidar o problema fiscal do país neste ano.

Com o rebaixamento desta quinta, o Brasil está dois degraus abaixo do “grau de investimento”, no mesmo nível de Bolívia, Croácia, Paraguai e Guatemala.

O ministério da Fazenda afirmou que não irá comentar o rebaixamento da nota brasileira.

Desde 2015 o Brasil vem diminuindo sua nota em relação a investimentos, as agências Standard&Poor’s e a Moody’s já cortaram as notas do país.


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien