LEILÃO DO LEÃO: a novela de maior audiência em Nova Lima.

Esta marcado para hoje mais um capitulo desta novela infindável. Justiça leiloará todos os bens inexistentes do Villa Nova , por dívidas trabalhistas do clube.     Já há muito tempo o nome do Villa Nova é destaque nas notícias esportivas das ultimas e também nas mais baixas divisões do futebol ( D, E,…N), pela alta  incapacidade administrativa de seus ex e atuais administradores, quase todos eméritos ladrões de casaca ou mandato político,  bem como das paginas de noticias  jurídicas, notadamente as ligadas a cobranças , penhoras e outras dividas gerais, das várias justiças brasileiras . Desta feita, neste novo capítulo judicial, um entre os milhares já travados pelo clube nos últimos anos, o Leão poderia perder todos os seus bens – que não tem e nunca teve – em leilão, marcado para esta quarta-feira (24).Desta vez, para quitar débitos trabalhistas com o lateral-direito Rodrigo Dias, um dos milhares na fila de impossível recebimento de cano tomado.Este novo boi de piranha, defendeu como atleta as cores do clube  em 2013. Cobra o de sempre como , salários atrasados e direitos de imagem não pagos e muitos etc mais.Esta micro divida passaria da casa dos R$ 60 mil.Dizem por ai que atualmente, o passivo trabalhista do Leão é de R$ 4.487.840,05. Para tentar  arcar com essa dívida trabalhista, a Justiça marcou o leilão dos bens móveis ( medalhas e taças já foram  penhorados) e imóveis inexistentes do Villa Nova. . O imaginado e inexistente patrimônio do clube está avaliado em R$ 20 milhões. O pregão está divulgado na página de um grupo leiloeiro de Belo Horizonte , de acordo com os cálculos do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 3ª região. O lance mínimo para arremate é de R$ 50% do valor total dos bens.Só Otários pagam ( como um dos últimos pagou), pelo patrimônio inexistente.Quase perdeu 1,5 milhão. Não fossem as gordos honorários e  combinemôs de uns “ acessores ” causídicos, teria dançado. TENTAM COLOCAR A VENDA – Eis a maquete de um dos bens colocados à disposição em leilão –  é o novo centro de treinamento do clube de Nova Lima.Que não é dele. O novo atual  presidente do Villa, mais um Otero da vida Lima, garante estar tranquilo em relação aos processos trabalhistas e dívidas do Leão.Ele e todos os outros ex e futuros presidentes, estão sempre  tranquilos , simplesmente porque o Villa Nova não tem patrimônio.Tudo o que ele usa, estádio, parque aquático, centro de treinamento, é patrimônio de entidades publicas. Municipais  e Estaduais. Tudo em comodato. Impenhoráveis. Dizem com cara de poderosos e bons administradores os mandatários: “Isso não nos preocupa. Tudo esta sendo resolvido e temos uma detalhada lista do condomínio de credores( novo nome da fila do sorteio do chapéu de  espera),  que se der, um dia se paga.Se reclamar, sai da lista. Com cara limpa  de  pau polido,  complementam como sempre,  que já fizeram a defesa e garantem que o time e os torcedores não serão prejudicados. Confiamos em Deus e no trabalho dos nossos advogados. E finalizam com tom de empreendedores lutadores :estamos tentando dar uma nova cara ao Villa Nova, fazer com que o clube tenha uma gestão mais profissional, sem os erros cometidos ao longo dos últimos anos”, disse o atual e ultimo presidente. Só novos  erros, desde que nos sejamao bolso –  lucrativos erros, faltou dizer. Apesar da impossibilidade de perder todo o patrimônio do clube com ações judiciais, o advogados do Villa,  garantem de pés juntos que o clube tem acordos firmados com a própria Justiça e que tudo será contornado. “De fato, o juiz da Justiça do Trabalho entendeu que poderia fazer esse tipo de penhora e a fez. O leilão está marcado para amanhã (quarta-feira), mas já conseguimos em outra oportunidade vetar um arremate envolvendo outro imóvel pertencente ao clube, o parque áquatico. Acredito que dessa vez não será diferente. Em outra oportunidade conseguimos um acordo na própria Justiça do Trabalho envolvendo um condomínio de credores. Então está havendo conflito entre decisões da própria Justiça e é em relação a isso que iremos basear a nossa defesa, já que a decisão do juiz de Nova Lima é uma, e a do juiz responsável pela unificação das execuções, outra. Caso haja o arremate dos bens  – inexistentes – do Villa Nova, iremos recorrer”, garantem em entrevista os advogados. Como todo dia sai uma otário de casa, recentemente, também por dívidas na Justiça, o Parque aquático do Villa Nova foi à leilão.Convenceram um “ esperto” , empresário de Nova Lima, a participar do teatro armado  e  arrematar por R$ 1,6 milhão. Aiiiiiii………., tudo acertado o clube recorreu e impediu judicialmente que o imóvel fosse repassado ao comprador, ( impossível pois o imóvel e do Estado) . O dinheiro ( meio um pouco menor  depois das comissões e honorários) foi devolvido . E tudo continua.Hora saída pela direita, hora pela esquerda e vamos nós que vem ai outra administração municipal, para rechear o caixa. Todos sabem e muitos participam – presidentes, diretores, políticos, membros da justiça , prefeitos, todo o executivo, o legislativo, empresários, jogadores, torcedores, bancos da praça e pedras de calçamento-.Mas fingem nada saber. A  prefeitura, continua e continuará mandando dinheiro do caixa, retirado dos nossos suados impostos,  para umas divisões de esporte amador inexistentes, dinheiro este embolsado pelos comedores de carniça e filets de plantão . Nunca houve ou haverá prestação de contas: não é feita há décadas. O motivo maior disto, é que o Villa Nova fabrica votos para os mandatários.Mexe com o coração aflito dos novalimenses eleitores. Mais do que a inexistente Justiça do Brasil , o motivo de nada mudar é também muito possivelmente, é  que não haveria cadeia disponível para tantos ladrões. Pois se tivesse , não ficaria quase ninguém de fora em Nova Lima, para levar o marmitex da SUAPI aos distintos e merecedores hóspedes.


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien