Feminino – OUTLETS : boa aposta em tempos de crise

Produtos que, normalmente, custariam uma fortuna podem sair por valores bem abaixo dos comercializados no mercado.

Sucesso no mercado americano, os outlets atraem os consumidores por oferecerem produtos de marcas famosas por valores bem abaixo dos comercializados normalmente. E esse modelo tende a ganhar força em tempos de orçamentos limitados. A About estima que até 2017 serão 120 redes com mais de 1.378 lojas em 17 outlet centers (shoppings de outlets) no Brasil.

Novos grupos de investidores ingressando no segmento, fabricantes de moda abrindo lojas de varejo, dólar em alta e a consequente diminuição das viagens ao exterior são outros propulsores desse mercado. Até marcas que têm sua reputação ligada ao mercado de luxo e possuem um perfil que diverge dos conceitos de pechincha e desconto veem nesse segmento um meio de ampliar o faturamento e vender peças que sobraram das coleções passadas.

“O cliente vai pra onde ele vê uma boa oportunidade de comprar produtos bons, de marcas famosas, com grandes descontos, é algo extremamente atrativo”, comenta o gerente da Estoque de Recife.

O conceito de outlet surgiu no mercado de vestuário, se espalhou e hoje chega também a outros ramos, como o setor moveleiro. Com móveis, estofados e complementos à venda por preços até 60% inferiores ao valor original.

O sócio-diretor da Agência Brasileira de Outlets (About), André Costa, acredita que o fortalecimento das marcas nacionais e a chegada de empresas cobiçadas do exterior ao Brasil impulsionam o negócio no País. “Hoje temos marcas brasileiras de renome e grifes internacionais que estão apostando aqui”. E afirma: “As classes mais abastadas já consomem e apreciam a vantagem de comprar seus produtos favoritos com descontos. Na outra ponta, temos consumidores que desejam aquela marca mas não podem consumir pagando o preço cheio. No outlet ele quebra essa barreira.”


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien