Editorial – O doidivanas de plantão no Planalto

O doido de Plantão para dar idéias impensáveis a problemas insolúveis ou com apenas a solução cadeia, viajou alto. Quer que o governo tenha o poder de intervir em empreiteiras.Nas amigas é claro.

Sem mudar o CPC e todo o rol que envolve o mundo cível, o estrategista estrábico da rainha DILMICA de plantão no Planalto, resolve que é possível fazer um pacote , onde o governo poderá obrigar empresas LTDA e até SA fechadas, a se converterem via decreto e pressão, em SA  de  modus operandi aberto.

Assim sendo, o doidivanas planejador e resolvedor de paralisações do mercado , o gobierno e todo o séquito real, fariam acordo de leniência – que é uma conivência oficial – do tipo olhos fechados, fazendo de conta que nada aconteceu.Isto , para que as empresas amigas e financiadoras de campanha continuem funcionado mesmo quando pegas com a mão na botija, fazendo um assaltozinho ao cofre da viúva Brasil.

E ai o moça planejador doidivanas, viajou na maionese e quer incluir nos acordos de leniência com as empresas investigadas na Operação Lava Jato um pacote de regras anticorrupção para empreiteiros amigos, que passam pela intervenção pública na diretoria( o governo nomeia diretor geral toda vez que houver uma ilegalidade eeeeee assume todo o passivo do preju dado).Ele planejador de saídas sem luz no túnel, que com estas exigências ,elas as amigas, uma maioria de administração familiar,se vejam conscientemente impelidas a seguir as mesmas normas das companhias com ações negociadas em bolsas de valor. Como a Petrobrás.

Continuando a viagem acredite a doida, que  forçaria as construtoras, hoje praticamente sem regulação, a adotar uma série de procedimentos, como divulgação periódica de suas demonstrações financeiras.

De acordo com o desenho desta abstração do concreto na concretização do abstrato, um rascunho preliminar da proposta mostra que a ideia é obrigar empreiteiras investigadas no esquema de corrupção da Petrobras a ter o mesmo nível de transparência de uma empresa de capital aberto.

Em troca deste procedimento cônscio e ético, o acerto também incluiria a permissão para poderem continuar calmamente seus contratos velhos e conseguir novos com o poder público. Mas isto custaria aos empreiteiriscos aceitar a nomeação de interventores ( PMDB já avisou que quer cotas de 7 em cada 10, sendo pelo menos 5 no nível de manda chuva) em empresas implicadas no escândalo de corrupção, tanto para diretoria quanto para conselhos de administração.

Ao ler este tratado de insanidade aplicada ao momento de desespero, que foi apelidado internamente de “Proerenge das empreiteiras”( Programa de promoção e associação conjunta do governo com empreiteiros amigos), o conjunto de ações, por enquanto  – por extemporraneo – não prevê injeção de dinheiro público para socorrer essas companhias. O termo faz referência ao pacote de salvamento de instituições financeiras em dificuldade durante o governo Fernando Henrique Cardoso (1994-2002).

Segundo o tal assessor doidivanas, a proposta é garantir que as empreiteiras continuem operando, tendo inclusive condições de seguir celebrando contratos com o governo. Seria extremamente adequado a um reinado em crise e  um espanto de proposta não fosse a rasgação de leis necessária a fazer funcionar uma roubalheira tão institucionalizada.Tipo de todos roubam, não roubar se tornará crime.

A rainha de plantão Dilma tem defendido publicamente a necessidade de punir executivos e as companhias, mas sem inviabilizá-las .O dispositivo  de leniência, prevendo merdas a frente, foi astutametne definido na Lei Anticorrupção, sancionada em 2013 pela presidente Dilma Rousseff.

Tudo isto e muito mais só porque um levantamento entregue à presidente em no final do ano passado de 2014 indicava uma dívida total de R$ 133 bilhões das empresas citadas na Lava Jato, montante suficiente para abalar o sistema financeiro nacional em caso de calote. Todas as empreiteiras amigas devem aos bancos mais amigos.E isto sem contar que o calculo não inclui a exposição da Petrobras, avaliada no documento em quase R$ 310 bilhões adicionais.

Esta conta, se explodir, vai para o colo deeeeeee quemmmmmmm:para o seu  caro leitor , cidadão pagador de impostos!E sem chiar!


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien