Editorial – As pontes de Nova Lima

 

Elas levam ninguéns a lugar algum. São pontes, que como determina o estigma  da região, servem apenas para levar alguns mesmos de sempre, de goela escancarada,  ao caixa e/ou ao mais do poder .

 

A necessidade de muitos, ‘per si’, sobrepõem-se à de poucos.*

Leonard Nimoy (Spock)

 

MG-030 ganha passarela para pedestres.

Titulo de noticia veiculada na região )

No Brasil nordestino de hoje, as transposições, comprova  a  pratica , que quando ditas que foram bem previstas não são conseguidas, embora fingindo-se  altamente planejadas e muito intentadas. A do São Francisco que o diga. A eficaz associação entre a incompetência governamental do presidente de plantão e seu corrupto partido, somada a goela larga da corrupção das construtoras e à politicagem do coronelato, conseguiram come-la antes que começasse a existir.

Mesmo com tudo isto, o Nordeste não se pode  auto coroar como ‘Reino maior ou bastião das ações anti povo e das maiores e melhores ações milagreiras’ , contumazes  esvaziadoras de caixa e arrebanhadoras de privilégios.Peça diuturnamente encenada pelo coronelato político dos devotos  e fieis  filhos de  padre Padim  Ciço.  Seu ‘Oh Concurs –corruptus ’ esta sempre ameaçado por todo lado e rinção deste imenso pais dos bananas. E tenham certeza há muitos, como o abaixo relatado e caso de agora, mais um entre inúmeros,  aqui na Vila Nova dos banana Lima. Sejam eles casos de NATIVOS ou imigrantes entocados, vindos abocanhar por cá.  Todos ardorosos e competentes maratonistas da modalidade vulgar, ‘ mamatis publics’ .

Esta ação acontecida, pode de sopetão,  parecer ao distraído ou desacostumado com as lides e lutas de ponta de faca que é rotina  nos corredores dos subterrâneos do poder, como se fosse um milagre cristão de flutuar no ar como anjo ou andar sobre águas como Messias .Mas não é. E politicagem, ganancia mesmo.Travestida de benemerência.

Mesmo aos menos leigos em subterrâneos, mas cônscios das infinitas possibilidades das diabruras da luta pelo poder , tal ação agora acontecida nesta ‘ transposição passarelal Lima, orbita entre o desarrazoado, ininteligível e quase impossível a nos comuns e mortais, se resolvermos esquecer do ilegal. Ficando apenas como o imoral. Bom lembrar,  que assim não o é e nem consideram os deuses e os seus apadrinhados no plantão, integrantes dos  divinos ‘ Ministeri ‘.

Senão vejamos por inicio, porque até merdas tem berço.Como todo bom efeito colateral de um malfeito.

A origem da motivação desta milagrosa transposição de passarela de agora na Villa Nova dos Lima, teve inicio em tempos atrás, quando a peso de malas e corrupção – como é tradição na terra Lima- , a infeliz dês administração do meliante famoso, alcunhado e conhecido por Carlinhos Ladrão, o magnânimo professor da corrupção Lima e seus associados & petistas+aproveitadores de plantão, que conseguiram na câmara, a aprovação  da construção do conjunto habitacional padrão BNH, o Rossi Bostanique, na MG-30.O rastro anterior da Rossi e de seus laranjas, uma faixa amarelada e fétida deixada por todo lugar onde passou Brasil afora,  não nos deixa desguarnecidos de  fundadas razões.

A absurda obra foi então aprovada a preço de ouro  vivo , benesses e doações de aptos a todos os envolvidos, desde a tchurma comandante da grande quadrilha encastelada na prefeitura, aos vereacos “eguis camerais” de então, somados a outros diversos satélites asseclas. Destaque inclusive para  o atual “ homem pequeno dos pequenos casinhos” que tem lá um AP onde mora sua filha. Embora já decantada em prosa e verso esta perola Rossi da corrupção Lima, não custa lembrar que ela ostentava alguns troféus no pódio das ilegalidades,  normalmente vendidas ontem e hoje no varejo de balcão na região.

Construída em cima de uma APP- Área de preservação legal e permanente- , ela afrontava tudo e muito, como os limites legais de altura das construções, área ocupada e outras MUITAS normas ambientais básicas,destaque maior para a destinação do esgoto. Pra não estender muito e ir aos finalmente, eles jogaram ilegalmente o esgoto na rede de água pluvial do velho bairro Ipe, como se fosse para desaguar no meio numa rua de  bairro de periferia nordestina, onde vicejam em berço esplendido Renans e Collors. Mas neste caso, tudo aqui mesmo no Jambreiro. E assim por finalmente caro leitor desavisado., abastecer com boa quantidade de merdas, a água que a Copasa lhe fornece do rio das Velhas,onde tudo deságua.

E se este texto versasse sobre analogias entre uma das mães das ciências – a Fisica – e a sociedade, seria como se fosse uma tese de ‘ física gravitacional social’ .Tudo leva a crer que  quase a comprovaremos aqui, baseados no postulado :

‘Merda atrai merda na  razão direta das massas e no inverso do quadrado da distancia’.

Ajudados pelo exemplo de um  novo e moderno milagre tipo cristão da passarela andante  ou tele transportada , corroboraríamos com firmeza do “ in casu” esta nova teoria às incrédulas ovelhas Limenses.

E foi assim que o ‘’’ministériu”* , desde o inicio de TUDO, era ciente e consciente do que acontecia, pois sempre foi cientificado por ‘N+1’ denuncias de muitos honrados e corajosos defensores da região, somados a uns poucos 2 ou 3  gatos pingados sérios, que eram membros do CODEMA da época,e  resolveu  consertar com o errado de uma decisão, o certo da compensação.

E numa fraca atitude pouco digna ate´para passeadores de doutorado espanhol, ’ en passant pour l’échappée rapide ” tapou-se o sol da verdade com a ofuscante e poderosa peneira de TACs. E entre o muito esquecido e o barato punido, jamegou-se com uma compensação de migalha à desgraça muita. Começando mal e injustamente, numa atitude tão irresponsável como a de agora, transferiu-se o pouco beneficio de compensação do sombrio TAC, da região cagada e prejudicada – o bairro Ipê-, para uma outra região até que necessitada: o popular bairro dos Cristais na área urbana de Nova Lima. Um destes muitos enclaves de trabalhadores inocentes e honestos, vitimas  preferidas e contumazes de tudo, desde a politicagem ate´a pilhagem.Com os seus ombros na base da pirâmide, sustentam há séculos, tanto os emissários de Saint John mining -El rei- , como os FDP sanguessugas encastelados no poder Lima. Os moradores do bairro Cristais, por muito deste duplo inferno de pó eterno sempre vivido (em vida pó no pulmão, em morte a eternidade de pó.  ) , até que mereciam esta misera compensação da passarela, enquanto vivos.

Embora ao pé da letra da justiça inexistente,  tal atitude de atender os “cristais necessitados”  fosse inadequada, descompensada por descompassada com o espírito da lei,ela foi feita, embora bem bombardeada com o justo protesto das verdadeiras vitimas bostadas, os viventes no agora também conhecido como “ privada Ipê”. Em parte,  ela não era de todo maligna. Pois os então futuros novos beneficiados populares do bairro dos Cristais,  tinham entre muitas outras necessidades, a de parar de correr risco de morte ao sair e chegar em casa.

Não era o justo e melhor, mas era menos pior que nada. Justificava-se assim a atitude, embora mal e porcamente, com o atendimento desta necessidade de muitos milhares dos cristais,  sobre as justas dos poucos mil bostados da privada Ipê. Ao contrario do que augurava-se antes da virada do milênio, tudo isto acontecido num passado recente que agora nos parece longínquo. Logo ali na primeira década deste novo século de milagres e maravilhas tecnológicas, onde vemos só agora, que até atitudes e pessoas podem  ser originárias do mesmo pó de merdas. Verdade fabular  bíblica. Comprovada na pratica, antes , no decorrer e no agora,  pelo sábio e experiente dito popular: Gambá cheira Gambá!

E aiiiii…i, quando tudo parecia imóvel e esquecido, na quinta gaveta da “ in justiça”parecendo coisa de transporte publico, eis que novo milagre acontece. Não se sabe ainda quem foi  o autor Crístico desta ressuscitação com o tele transporte da passarela sumida.  Mas seguramente, o planejador maquiavélico da inovação, tem o maior interesse nesta atitude menor. Fez sair da quinta gaveta do ’ ministeriu’, o processo do TAC nunca cumprido no devido tempo, bem tutelado pela incompetência dos gestores responsáveis.E reviveram-no:

Levanta-te e anda! E ela andou da quinta gaveta do ‘ministeriu ‘para o Vale dos Cristais !

Planejado, urdido e executado em impecáveis e eficazes moldes milenares, como se fosse um novo testamento, ressuscitaram e maquiaram a esverdeada ideia engavetada. Deram-lhe mais justificação de vida  com a divulgação paga, que adornando a imagem das 3 pessoas desta santíssima trindade milagreira, ( um nosso servo contratado, um pirata de plantão a espreita de uma boquinha  e um seu papagaio ) , adendaram  uma justificativa assombrosa e de parca criatividade, digna perola da idiotia ambulante de uma mídia local vendida ao   conhecido bom preço de sempre: cargos ou metal de qualquer quantidade ou origem.Dizia……

beneficiará os estudantes e professores do colégio – Agostinianos, que  atravessam a perigosa pista da MG-30 , (sendo que os professores passam em Unos Mille e Gols, e os alunos em Toyota, Volvo ou Ford Fusion) ! , e a todos os trabalhadores – deles – ( os 5 gatos pingados de sempre ?????????)……. que põem sua vida em risco ao atravessar duas pistas sem acostamento, para ter acesso ao ônibus, sem cobertura …:

Reconheçamos: espantosa esta maquiagem feita à ressuscitada ‘passarela roubada de outrens’, digna de um mestre papa defunto de filme americano.

E por aqui em quase finalizando o relato da epopeia milagreira, como toda ressurreição exige lenda reescrita  –  já feita – , e cova nova para justifica-la, anunciaram o tele transporte para o homônimo Vale dos Cristais , a futura nova casa da  ressuscitada falecida defunta passarela dos cristais, dando-lhe o sobrenome familiar, de alta distinção maiúscula dentro da claque:  ‘Passarela dos Cristais bostantes’, filha dileta de seus agora pais e sempre iguais.

O resto dos detalhes ou defeitos incongruentes e não acochambráveis desta incrível historia, mas real, criada para justificar a ignóbil atitude de transferência, que pode ate ser legal, mas é altamente IMORAL, coisa que todos conhecem via sua própria genealogia.

Mundo malvado. Triste sina humana. Tudo complementar-se-a com a lenda agora criada e a homonímia adjutória, que se encarregarão de fundi-las com o tempo. Embora visivelmente fantasiosa,   tudo feito para atender aos crédulos da necessária, boa e translucida aureola, uma  imagem midiática para as falcatruas, no ato de  limpar uma atitude típica da  canalha organizada. Ainda mais que agora perfumada com fragrância  por eles preferida, perfume característico  da casa, ” l’origine de la merde or de la bosté” .

A solução vira com o tempo. A luz, como sempre, se encarregará de esterilizar. Enquanto isto, no poema e na musica, tudo como dantes no quartel de Abrantes Lima: e la nave, vá…..: fundo, com o peso das moedas surrupiadas.

 

Aurélio:

Ministério latim ministeriu = “cargo, comissão, incumbência, mister, serviço”), é termo com a alta significação genérica de cargo, necessariamente acompanhado de serviço correspondente que o caracteriza.

Exerce-o o ministério um   ministru = “criado, servo ou servidor“), a par da significação originária e por interpretação extensiva, a designar aquele que serve( não serve-se) , numa estrutura ou nível hierárquico superior.


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien