Editorial – 7,6,5,4,3,2,1:15/03 – A contagem regressiva começou ontem

Parece que vem ai algo maior que a gritaria e  panelaço ocorrido ontem durante o discurso da presidente de plantão.Parece que o povo estará de volta as ruas.

Se fosse só em uma cidade, ou apenas em  uma ate pequena capital, já seria sinal de problema. Em várias,  é bom acender a lâmpada amarela do alarme. O protesto  das ruas manifestado ontem contra a presidente  Dilma/PT, registrado em quase todos os  grandes centros urbanos do pais, durante o período em que ela falava a nação em rede nacional, apelando para a união, mentindo a todos que a culpa não é dela e sim da crise internacional e da seca, mostra os primeiros sinais do que vem por ai.

Quando o povo começa a gritar e as ruas a rugirem como o leão antes do ataque em defesa, de forma não orquestrada e altamente espontânea, auto controlada pela própria massa, ( com mãozinha das novas ferramentas de comunicação, desde celulares ao WhatsApp), é melhor a rainha de plantão , o Dilmão/PT, colocar as barbas de molho.

E se o governo não considerava problemas na manifestação marcada para o dia 15, pode começar a se preocupar e muito.Pode ser que tenha que trocar a cor do alarme para vermelho.

As manifestações mostram a alta insatisfação contra Dilma no pos reeleição.  Depois das conversas de supermercado e sacolão,frente as plaquinhas de preços e faltas,  termômetros seguros da chuva quem vem, as redes sociais começaram a falar  muito e bem mal.Em tal avalanche que nem os exércitos de contra informação colocados em campo pelo inocente PT e seus aliados, não conseguiu demover nem remover. Ontem o que se viu na noite do domingo , foi uma impressionante manifestação pública de altíssima  rejeição.E na regiões mais densamente povoadas.

Na historia brasileira, Março e agosto tem tradição de reviravoltas históricas Dentro de suas  devidas proporções, o exemplo, não custa lembrar, que em 31 de março de 1964, o congresso destituiu Jango.E em 16 de agosto de 1992,no meio do mandato, Collor estava sendo também tirado do comando pelo congresso. Mais por atolado em denúncias de corrupção, ad hoc, que depois não se confirmaram.Paciencia, mas são atos sem retorno. Na hora do gritaria geral do povo e do vamos e precisamos mudar, vale tudo. Um discurso como o de ontem de Dilma, foi para Collor a pá de cal , quando pediu esperança verde amarela na camisa e recebeu o negro luto. Deu no que deu.

Não que seja repeteco, pois Dilma não é Collor.Ele apenas é hoje um seu aliado e investigado na mesma Operação Lava Jato que alimenta a fornalha do caus Petrolão.

E bom lembrar as diferenças das épocas e situações. Dilma ainda não foi acusada diretamente de malfeitos no PT e na Petrobrás, embora as posições e o cheiro de fumaça indique ao contrario. Hoje na era da internet, julgamentos on line, dão sentenças de um judiciário imaginado como ideal. Como um raio, a sentença anda e a reputação não tem nem tempo de ir pro lixo se decompor.E como uma explosão atômica, desintegra-se.

Se a rainha e asseclas dos governantes atuais , não forem tentados a impedir as manifestações, poderão ate ter sobrevida aos muitos solavancos que virão. Mas se impensadamente acreditarem que podem e abafam, terão surpresas nunca dantes imaginadas.As marchas podem se tornar estouros.E como todo mundo sabe, ate as criancinhas, aos estouros de manada, só resta esperar acabar, pra ver no que deu e no que dá.Nada se pode fazer.

A contagem regressiva que começou com o panelaço de ontem, 08/03, mostrará em sete passos e dias , o tamanho do problema que o Brasil vai enfrentar.

 


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien