Contagem regressiva para Samarco: 10 dias

Este o prazo que o comitê “intersetorial de gestão do desastre” deu para que ela solucione de vez vazamento de rejeitos em Mariana. Contados a partir de 07/06

A frase que melhor expressa e descreve a situação do desastre ambiental da Samarco ocorrido em Mariana, é a que foi dita e repetida n vezes por um sem numero de  ambientalistas e autoridades : Um desastre ambiental “em curso”!

Muitas são as razões para esta afirmação e entre elas  está o imenso volume de rejeitos de minério – mais de 13 milhões de metros cúbicos – ainda retido na região do rompimento e em margens, diques provisórios e dentro de afluentes da bacia, os quais estão submetidos ainda ao regime de escoamento natural das chuvas e intempéries.

Quando chove sobre estas áreas por exemplo, o material escoa no leito natural e vaia até a foz do rio Doce, no Espírito Santo, deixando pelo caminho um continuado rastro de poluição até hoje. Para lidar com o problema, diques de contenção provisórios foram instalados pela Samarco, mas essas estruturas feitas já esgotaram rapidamente sua capacidade de retenção e armazenamento.

O Comitê Interfederativo que gere e supervisiona o andamento do acordo firmado pela Samarco, na tentativa de recuperar os danos causados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG), mandou um cheque mate à direção da SAMARCO .E deu 10 dias para que a empresa APRESENTE detalhes de como vai conter, ‘CONTINUA E DEFINITIVAMENTE’ , os rejeitos de minério das barragens envolvidas no acidente e que continuam ‘VAZANDO’ e escoando um grande volume de ‘LAMA’ pela bacia do Rio Doce.

Diante disto , a empresa propôs a construção de estruturas permanentes, previstas para estarem prontas em dezembro/2016, depois do início do período chuvoso. Acontece que após vistoria em maio,  técnicos do Ibama concluiram que, se for mantido o atual ritmo tartaruga  de trabalho, tais diques só estarão prontos no ano que vem.Ou seja: nem agora, nem no fim do ano, só no próximo.

Assim , de acordo com a resolução emitida anteontem (07/12), a Samarco tem dez dias, para apresentar alternativas e “SOLUÇÕES” para a definitiva contenção de todos os rejeitos, de modo a impedir mais que esta continuidade, uma nova onda de poluição de até maiores proporções na bacia do rio Doce.Isto deve estar operacionalmente funcional no máximo a partir de outubro, quando aumenta o volume de chuvas na região. Segundo o comitê, existe “a possibilidade iminente de chegar o próximo período chuvoso sem que nenhuma capacidade aumentada de retenção de rejeitos esteja disponível”.

Pelo acordo firmado entre o governo e a Samarco, três meses atrás , a dragagem emergencial da barragem de Candonga deveria (aaaaaa) ter começado em 28 de março. “A inercia das partes , Samarco e Consórcio Candonga,  representa o pior dos cenário”, disse o Comitê Interfederativo em relação ao problema. Nada foi feito até o momento .

Agora, novo desastre a vista, foi incluída dentro dos termos inclusos da resolução, a exigência de que a Samarco apresente, no mesmo prazo, um plano de soluções para a dragagem emergencial do reservatório de Candonga, o qual pertencente à Usina Hidrelétrica Risoleta Neves, e que conteve e ainda contem 10 milhões de metros cúbicos de rejeitos aproximadamente.Tudo oriundo do desastre inicial de Fundão. Para quem não sabe candonga  está em seu limite de segurança máximo.Ou seja, existe o risco real e iminente de ela se rompa.Mais uma.

Fica até difícil estabelecer uma linha de escolha do motivo de tanta incapacidade junta. Se é premeditada má fé, gestão inadequada, ou simples e pura incapacidade.

A Mineradora Samarco não respondeu, nem sabe dizer por que ainda não iniciou o trabalho. Um espanto. Sabe apenas repetir o mantra que”””” desde o dia seguinte ao rompimento da barragem se empenha em remediar seus impactos, e que “lamenta os danos causados ao meio ambiente.”

A mineradora informou que “todo o detalhamento das informações será entregue no prazo de dez dias, conforme solicitado pelo Comitê Interfederativo.”

Se for atender da mesma forma como a que tem feito  de não executar o devido e combinado como providencias, a solução será é tomar o controle da SAMARCO e transferi-lo a um gestor CAPAZ.Com custos a ela, claro.


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien