Calourada da UFOP inova o BRASIL: venha ser feliz!

Calourada da Ufop tem “Oficinas de Siriricas e punhetas em geral“.

Esta e outras são as chamadas de milhares de cartazes e posts na internet, que dão uma antevisão do sucesso desta brilhante ideia, nascida no seio da universidade mineira. A ideia que deve se espalhar pelo Brasil e por TODAS as universidades .O evento causa  polêmica e congestionamento na lista de inscrições que é enorme.

A calourada da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) dá um exemplo marcante para todo o Brasil. Ao invés das comuns agressões físicas e de torturas aos bichos e calouros burros, resolveram inovar de forma educativa e pacifica.Estão  promovendo sadias rodas coletivas de discussão da sexualidade, em oficinas praticas e orais. Altamente inclusiva será feita  sem nenhuma discriminação de raças e de ‘ cruz credo’ de toda espécie, conforme indicam cartazes e panfletos distribuídos, além da ampla cobertura via internet.

Os cartazes anunciam que todos são benvindos, sejam brancos, negros, pardos, morenos, vermelhos, cafusos, comunistas, mamelucos,  mestiços, índios, japoneses, arianos, colloreds , sararás, descolloreds (albinos) , nordestinos e até petistas.

Também são benvindas a participação de todos os alunos e população em geral (PROFESSORES RETRÓGRADOS E CONSERVADORES TAMBÉM SÃO ACEITOS, pois as oficinas são  abertas, bastando se inscrever, levar papel higiênico e lubrificante não petrolífero) inclusos ai todas os providos e desprovidos das crenças religiosas existentes, sejam pudicas, putas, bundistas, judeus, maometanistas, católicos, banqueiros, apostólicos, protestantes, concordantes, evangélicos, adoradores do sol, de animais, de exus, de xuxus, de santos,de roqueiros, de americanos, profetas de toda ordem classe e origem, astrólogos e charlatães em geral, de adoradores do demo a seguidores de tomadores de dinheiro como os da santa amada igreja,do Bispo Macedo e congêneres conexos. Independente da opção sexual sejam eles, eunucos,  héteros, gays, lésbicas, homossexuais, assumidos, no armário ou definidos, indefinidos, sádicos, auto flageladores, ninfomaníacos e tudo o mais que existir: a porta esta aberta para todos!!Liberdade ainda que tardia!

As reuniões estarão acontecendo a partir de ontem, quarta-feira (17), às 17h, no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas (ICSA) no município de Mariana, região Central de Minas Gerais.Se não couber todo mundo, eles poderão ir para o estádio local se não chover.Promete ter altíssima audiência e muita  polêmica . É o que o cartaz do evento disseminado pelas redes sociais anuncia como uma “Oficina de Siririca e de punheta”. Prometendo até mostra de inovações e alta tecnologia, como punheta com camisinha  e outras diversas formas inusitadas.Tudo pela felicidade e boa recepção aos calouros entrantes no ferro.

Sexo é felicidade. Sexo é vida. O que você faz para ser feliz? Venha aprender a ser feliz, com punheta e siririca sem precisar fazer compras no Extra! diz um dos cartazes.

A proposta é debater e fomentar o feminismo , o masculinismo, o nadismo, o pompoarismo e todos os outros ismos, além do prazer em grupo.E terá destaque o painel cientifico, o seu “NENHUM PODER SOBRE SEU PROPRIO CORPO”. Haverá um manifesto contra os atos castradores oriundos dos Bisparios, presidencias , congressicos e o abuso e desrespeito do pátrio poder sobre o seu sexo e de suas opções. A chamada no cartaz sobre a oficina a descreve como  “ uma roda de conversa sobre masturbação geral, coletiva das mina, dos mino e bonecas em geral”.

A assessoria de imprensa da UFOP, democráticamente  informou que seu posicionamento em relação ao evento é ‘democraticamente neutro’ e esclareceu por meio de nota: “o evento intitulado “Oficina de siririca e da punheta – roda de conversa sobre masturbação das mina, minos e anexos” é uma ação específica organizada pelo Centro Acadêmico do curso de Serviço Social, localizado no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, campus Mariana da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Nesse sentido, a Universidade respeita a diversidade de ações, pensamentos e o debate democrático sobre quaisquer assuntos relacionados à política, religião, sexualidade, opções, gênero e todos e quaisquer comportamentos no âmbito de seus institutos animais naturais, como essa iniciativa citada como boa solução”.

O sério  evento, embora polêmico,  já ganhou milhares de adeptos sem contar as piadinhas na internet, em uma das páginas criadas por estudantes da UFOP, onde os usuários criaram um cartaz parodiando a oficina, intitulado: “Oficina de Putaria Geral”.


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien