A patrulha gospel do sexo contra a C&A

C&A lança nova propaganda que sugere diversidade de casais após declarações homofóbicas

Na última sexta-feira (20) a cantora Ana Paula Valadão , agora uma patrulheira sexual, fez declarações homofóbicas contra uma propaganda da C&A. Em resposta, a grife lançou esta semana nova propaganda da campanha “Dia dos Misturados”, agora para o Dia dos Namorados. Investindo em roupas unissex, o vídeo explora várias composições e possibilidades de casais de uma forma sutil.

A assessoria da loja declarou que a C&A é “livre de todo e qualquer tipo de preconceito e estereótipo” e que o filme faz apenas um “convite à mistura de atitudes, cores e estampas como forma de expressão”, reforçando que o respeito à diversidade, inclusive de opiniões,( menos as patrulheiras)  sempre foram um dos princípios da empresa.

As peças publicitárias são assinadas pela AlmapBBDO, a mesma agência que fez a icônica propaganda de O Boticário em 2015 com teor parecido.

Apesar de a turma livre e contra as patrulhas terem criticada muito a fraca cantora gospel por sua declaração, ela voltou a se manifestar nas redes sociais, onde publicou um vídeo, no qual diz que está orando e abençoando aqueles que a maldizem após “vomitaço”.

Toda essa “novela” se deu após a loja de departamentos C&A veicular na TV sua campanha publicitária do Dia dos Namorados, na qual casais entram em cabines e trocam de roupas, ficando os homens com roupas femininas, e as mulheres com os trajes masculinos. Em seu perfil no Facebook, Ana Paula Valadão publicou seu descontentamento com a campanha.Parece que ela ficou sem saber qual seria sua cabine correta. Em Seu discurso, considerado homofóbico, ganhou as redes sociais e muitos seguidores foram à página da cantora gospel para criticá-la sobre seu posicionamento.Ela agora será a patrulheira do sexo da roupa alheia.

 

 


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien