A natureza ainda é o melhor defensivo que temos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Por isto, o mais eficaz remédio contra o  atual ATAQUE DE PRAGAS E BESOUROS na RMBH, é deixar o ciclo NATURAL terminar.Depois em perdas e ganhos, recomeçamos certo!

As condições atmosféricas e climáticas atuais, neste novembro de 2016,totalmente desencontradas dos períodos normais  e costumeiros, devido as variações ocorridas nos ciclos das chuvas que este ano foram um tanto tardias em muitas regiões, influenciou como não poderia ser diferente, os ciclos de reprodução dos insetos dos biomas afetados.

Neste ano de 2016, na RMBH, pudemos notar a falta ou tardia aparição de tanajuras, acontecida agora em novembro, quando seu período normal variava de setembro a outubro.Elas, já reduzidas devido a expansão da ocupação humana urbana ,redução de áreas verdes alem do consequente combate continuado  sobre as formigas, se atrasaram no ciclo natural de reprodução.

Agora, vemos o ciclo dos besouros, também alterado, se manifestar.Culpa nossa que alteramos o clima.

CLICK NA FOTO PARA VER O VIDEO OU COPIE NO NAVEGADOR: https://youtu.be/-MZ2zRaYFDI

Aqui na região do Jambreiro em Nova Lima, talvez por uma maior cobertura de áreas verdes, tivemos menos besourões, mas pudemos notar  o ataque de várias espécies de besourinhos, joaninhas e aparentados.Eles atacam os  pés de quase todos os tipos de folhosas – comestíveis em maioria -, PANCS e principalmente hortaliças, que não estavam em regime de estufas ( isoladas das chuvas) , ou seja, as que estavam expostas as intempéries e sem proteção. Isto foi coincidente com as chuvas da ultimas 2 semanas.

Teoricamente, depois do ataque feito, nada a fazer, pois as folhas estão perdidas – comercialmente – pelos furos feitos nelas. A única coisa que podemos fazer agora,  – concordam conosco os entomologistas – é deixar o ciclo terminar, sem precisar combater de forma mesmo que orgânica ao já esta acontecido. Com os estios, a infestação vai diminuir e o sol e a natureza se encarregarão de equilibrar as coisas.As folhas ainda podem ser usadas para alimentação humana – so não são bonitas – e adubação verde ou em minhocários.

Aproveitando a lição, os menores ataques podem ser notados em plantios não contínuos ou seja:Onde não se planta uma so espécie de verdura em um so canteiro.Os canteiros ou áreas que misturam variadas espécies – , sofrem 80/90% menos que os que somam poucas especies em uma área continua. Ou seja: a diversidade ainda é o melhor remédio!


Nenhum banner cadastrado ainda

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien